Encomendas e reformas de Imagens Sacras

Encomendas e reformas de imagens simples e bordadas COM APLICAÇÃO DE FOLHA DE OURO e produção de alfaias e paramentos pintados a mão.
brunoreis-pereira@hotmail.com - 32 33727590

sábado, 29 de dezembro de 2012



Novo ano esta para dar início, e embora o blog esteja parado desde a festa de São Francisco é importante que a CMNSR se despeça do ano de 2012.
A proposta para o ano de 2013 é ter mais postagens, e publicações de padres e teólogos no blog, além de contar com mais imagens da Capela e de artes sacras, contará também com imagens de trabalhos de reforma e restauração e fabricação feitas por Bruno Reis.
Isso para deixar o blog mais atrativo contando com historia e ensinamentos, novenas e bençãos para o ano de 2013.


domingo, 23 de setembro de 2012

Novena de São Francisco

São Francisco de Assis , antes de falar neste grande santo devemos voltar ao evangelho e nos lembrar das palavras de Jesus Cristo  que nos diz que quem ser o maior deve ser o menor, e ninguem foi menor que Francisco de Assis até hoje.

este Santo é sem duvida o maior modelo de Cristo, pois serviu tambem de inspiração e modelo para muitos santos , inclusive santos que mudaram todo sentido de ser cristão, quando a igreja estava em decadencia espiritual.
Francisco alterou os planos de uma igreja nobre  e a tornou a igreja dos pobres, pelo menos por alguns seculos.

Conecer Francisco de Assis é uma dádiva destinada a todos que querem seguir Jesus Cristo com um coração ardente de tanto amor e paixão pelos menores do reino de Deus.

 a partir do dia 25 dar-se-a inicio a novena do Pai Seráfico São Francisco de Assis.

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Festa das Chagas de São Francisco


“Ó São Francisco, estigmatizado do Monte Alverne, o mundo tem saudades de ti, qual imagem de Jesus crucificado. Tem necessidade do teu coração aberto para Deus e para o homem, dos teus pés descalços e feridos, das tuas mãos trespassadas e implorantes.” (Papa João Paulo II)




No próximo dia 17, celebraremos a festa da Impressão das Chagas de São Francisco. É belo refletir na profundidade mística desta festa franciscana onde celebramos o dia em que Francisco chegou a um dos pontos mais altos de semelhança à Nosso Senhor Jesus Cristo; na realidade ele começa a se configurar ao Cristo desde que ele assume o seu projeto de vida, em São Damião onde ele afirma: É isso que eu quero, é isso que eu procuro, é isso que desejo viver de todo meu coração” ao ouvir o evangelho da festa de São Mathias.
Mas a vida de Francisco foi como a escalada de uma grande montanha, e é em uma montanha em que ele recebe os sinais da paixão, o nome dessa montanha é Alverne (La Verna), um monte que Francisco recebera de esmola de um conde de nome Orlando que lhe tinha muita admiração. Francisco gostava muito desse lugar para orar e nele fazia suas contemplações e passava suas quaresmas, pois Francisco celebrava duas quaresmas, uma em preparação para a festa da páscoa, e outra em preparação para a festa de São Miguel Arcanjo que começava na festa da assunção de Nossa Senhora e ia até a festa de São Miguel. E na celebração desta quaresma, no ano de 1224, Francisco estava sobre o Alverne acompanhado de Frei Leão. Eles se encontravam apenas para a oração do ofício das matinas que se faz pela manhã. Nesse período Francisco estava bastante debilitado por conta das duras penitências que fizera ao longo da vida, enxergava pouco, mas ainda assim persistia na luta contra as tentações e na busca de se aproximar de Deus, como um atleta que luta para chegar ao pódio. Em uma madrugada na Festa da Exaltação da Santa Cruz (14 de setembro), orando, Francisco pede a Deus: “Ó Senhor meu Jesus Cristo, duas graças te peço que eu me faças antes de morrer: a primeira, que em vida eu sinta na minha alma e no meu corpo, quanto for possível, a dor que tu, doce Jesus, suportaste na hora da tua acerbíssima paixão. A segunda é que eu sinta no meu coração, quanto for possível, aquele amor sem medidas de que tu, Filho de Deus, estavas incendiado para suportar, por querer, tamanha paixão por nós pecadores”. Era manhã, ainda escura, e frei Leão se dirigia à cabana de Francisco para rezar as matinas e de repente ele se depara com uma grande, forte e brilhante luz e fica um pouco espantado, se esconde e aprecia, contempla Francisco ajoelhado com os braços abertos diante daquele ser que emanava tão bela luz, Francisco apenas balbucia: “ Senhor quem sois vós e quem sou eu, vós o Altíssimo Senhor dos céus e da terra, e eu um miserável verme, vosso ínfimo servo!” o ser iluminado era um crucificado, na forma de um Serafim, com seis asas, anjo da mais elevada hierarquia celestial. São considerados os Anjos mais honrados e mais dignos, os que mais amam, ou seja, aqueles que possuem uma maior e mais admirável capacidade de amar.

Na Sagrada Escritura os Anjos Serafins aparecem somente uma única vez, na visão de Isaias: "... vi o Senhor sentado sobre um trono alto e elevado... Acima dele, em pé, estavam Serafins, cada um com seis asas: com duas cobriam a face, com duas cobriam os pés e com duas voavam".(Is 6,1-2). E após esses minutos de contemplação Francisco recebe em sua carne, assim como Cristo os sinais da paixão do Senhor, as chagas nas mãos, nos pés e do lado.

Apenas a quem Francisco confirmou tudo do que havia sentido e que havia ocorrido foi à Frei Leão, que depois foi quem cuidara dos curativos e da limpeza dessas chagas que Francisco ainda carregou dois anos em vida. Pois o mesmo tinha todo cuidado em esconder as sagradas feridas e a dor que sentia nas mesmas.

Paul Sabatier, protestante e grande estudioso da história Franciscana vai dizer em sua “Vida de São Francisco” que “Essa montanha (o Alverne) foi, ao mesmo tempo, seu Tabor e seu Calvário...” isto é, o lugar da transfiguração e do sofrimento, sofrimento esse que Francisco traz com alegria carinho e benevolência por serem sinais da partilha da dor do amor de Deus por nós. 



Oração em honra as chagas de São Francisco
Gloriosíssimo Protetor e Pai meu, São Francisco, a vos acudo, implorando vossa poderosa intercessão, para entender o amor que Deus Nosso Senhor vos manifestou ao martirizar vossa carne e vosso espírito.
Vossas chagas são cinco focos de caridade divina; cinco línguas que me recordam as misericórdias de Jesus Cristo;
Cinco fontes de graça celestiais que o Criador vos confiou para que as distribuísseis entre vossos devotos.
Oh! Santo amabilíssimo!, pede por mim a Jesus crucificado uma chispa do fogo que ardia em vossa alma naquele dia maravilhoso em que recebestes a seráfica crucificação, a fim de que, recordando vossos privilégios sobrenaturais, imite vossos exemplos e siga vossas ensinamentos, vivendo e morrendo amando a Deus sobre todas as coisas.
Rezar cinco Pai-Nosso, Ave-marias e glórias em honra das cinco chagas de São Francisco.
Oração final:
Seráfico Pai meu São Francisco, pobre e desconhecido de todos, e, por isto, engrandecido e favorecido de Deus.
Porque os vejo tão rico em tesouros divinos, venho a pedir-vos esmolas.
Dai-me generoso, por amor ao bom Jesus e a nossa Mãe, a Imaculada Virgem Maria, e pelo voto que fizestes de dar por seu amor tudo o que vos pedissem.
Por amor de Deus vos rogo que me obtenhas a dor de meus pecados, a humildade e o amor a vossa Paixão; conformidade com a vontade de Deus, prosperidade para a Igreja e para o Papa, exaltação da fé, confusão da heresias e dos infiéis, conversão dos pecadores, perseverança dos justos e eterno descanso das almas do Purgatório.
Vos peço pelo amor de Deus. Assim seja.

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Novena em honra a Santa Efigenia e a São Mateus Evangelista

Novena de Santa Efiegenia e de São Mateus Evangelista do dia 12 ao dia 20 de setembro
dia 21 de setembro dia de SãoMateus (apóstolo, evangelista e martir) e 
Santa Efigenia (virgem, princesa e religiosa)

Novena de Santa Efigenia
Nós imploramos a Vós, Oh Senhor, para nos dar o perdão de nossos pecados pela intercessão da Santa Efigênia , virgem e martir, que estava sempre agradando a Vós, pela sua eminente castidade e pela sua profissão de todas as virtudes. Amem
Oh ilustre virgem e martir, Santa Efigênia, me guarde e mantenha prostrado diante do trono onde a colocou a Santíssima Trindade e onde mais venha a ti agradar.
Cheia de confiança na tua proteção, eu peço a ti interceder por mim junto a Deus, e que do mais alto dos céus se digne a lançar um olhar piedoso para este humilde servo. Esposa de Cristo, me sustente no sofrimento, fortificai-me nas tentações, proteja-me nos perigos que me rodeiam, e obtenha as graças necessárias para mim, em particular a graça especial de......................(especifique aqui o seu pedido).
E acima de tudo, me assista na hora da minha morte Santa Efigênia, poderosa junto com Deus, orai por nós, Amem
Ó Santíssima Trindade, nós vos agradecemos pelas graças que destes a Piísima Virgem Maria e de sua criada Santa Efigênia, e através da sua intercessão imploramos a Vossa misericórdia. Amem

Novena de São Mateus
São Mateus, filho de Alfeu,
Publicano, pecador,
Quando Deus o escolheu,
Seguiu Cristo, com ardor.

Ao seu telónio sentado,
Desprezado pelo povo,
Foi por Cristo transformado
E tornou-se um homem novo.

Coração aberto, ardente,
Sempre atento à mão de Deus,
Foi recolhendo a semente
Que Cristo trouxe dos Céus.

E em linguagem cristalina,
Transmitiu à humanidade
Essa palavra divina,
Boa Nova da Verdade.

O Evangelho que escreveu
E a todo o mundo chegou,
Mateus por ele morreu
E com seu sangue selou.

Convosco, mártir em glória,
Evangelista inspirado,
Celebramos a vitória
De Cristo ressuscitado.


Oração

Senhor nosso Deus, que, na vossa infinita misericórdia escolhestes o publicano Mateus para vosso Apóstolo, concedei-nos que, ajudados pelo seu exemplo e intercessão, Vos sigamos fielmente e nos entreguemos a Vós de todo o coração. Por Nosso Senhor.



segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Novena em honra a São Genaro ( Januario)

Novena em honra de São Genaro

biografia
Januário (século III) é considerado um santo católico; alega-se que foi bispo de Benevento e é mártir tanto para a Igreja Católica Romana como para as Igrejas Católicas Ortodoxas.
Januário (em italiano Gennaro), patrono de Nápoles, foi bispo de Benevento, no século três. De acordo com a tradição, Januário chamava-se Prócolo e pertencia à família patrícia dos "Ianuarii", consagrada ao deus Jano.
Condenado, segundo conta-se, à morte durante as perseguições de Diocleciano, é considerado santo e mártir tanto para as igrejas católicas como ortodoxas.
É festejado no dia dezenove de setembro, quando se supostamente se repete o milagre da liquefação de seu sangue, armazenado num relicário.


ORAÇÃO

Oh! Gennaro atleta da fé de Jesus Cristo, patrono da católica Nápoles, volta o teu olhar benigno para nós, e digna-te a acolher os votos que com plena fé no teu poderoso patrocínio depositamos hoje aos teus pés.

Quantas vezes acorreste solícito em ajuda dos teus concidadãos, às vezes desviando o caminho da lava exterminadora do Vesúvio e, às vezes, prodigiosamente nos libertando da peste, dos terremotos, da fome e de tantos outros castigos divinos os quais lançavam o medo em nosso meio!

O perene milagre da liquefação do teu sangue é sinal seguro e mais que eloquente de que vives em meio a nós, conheces as nossas necessidades e nos protege de uma maneira assaz singular.

Ora! Ora por nós que a ti recorremos, seguros de sermos atendidos; e liberta-nos de tantos males, que de toda parte nos oprimem. Salva a tua Nápoles da incredulidade invasora, e faz com que aquela fé, pela qual generosamente sacrificaste a tua vida, renda sempre em nosso meio, frutos de santas obras. Assim seja, Amém


segunda-feira, 3 de setembro de 2012

NATIVIDADE DE NOSSA SENHORA

O nascimento de Nossa Senhora ou a Natividade de Maria é uma festa litúrgica das Igrejas Católica e Anglicana, celebrada no dia 8 de setembro, nove meses após a sua Imaculada Conceição, celebrada em 8 de dezembro. Também é celebrada pelos cristãos sírios em 8 de Setembro e pelos cristãos coptas em 1 Bashans (equivale a 9 de Maio). Na Igreja Ortodoxa, a Festa de Theotokos, é uma das doze grandes festas do ano litúrgico. Para aquelas igrejas que seguem o calendário juliano, acontece em 8 de Setembro; para as do calendário gregoriano, em 21 de setembro.
Esta festa tem sua origem em Jerusalém. Começou a ser celebrada no século V como festa da Basílica Sanctae Mariae ubi nata est, atualmente cohecida como Basílica de Santa Ana. No século VII, já era celebrada pelas igrejas bizantinas e em Roma, como festa do nascimento da Bem-Aventurada Virgem Maria. A festa foi incluída no calendário tridentino em 8 de Setembro e permanece, até hoje, nesta data.
De acordo com a tradição, Maria nasceu de pais já velhos e estéreis, chamados Joaquim e Ana, como resposta às suas preces. A paciência e a resignação com que sofriam a esterilidade levaram-lhes ao prêmio de ter por filha aquela que havia de ser a Mãe de Jesus. Eram residentes em Jerusalém, ao lado da piscina de Betesda, onde hoje se ergue a Basílica de Santa Ana; e aí, num sábado, 8 de setembro do ano 20 a.C., nasceu-lhes uma filha que recebeu o nome de Miriam, que em hebraico significa "Senhora da Luz", passado para o latim como Maria. Maria foi oferecida ao Templo de Jerusalém aos três anos, tendo lá permanecido até os doze anos.
Visivelmente, nenhum acontecimento extraordinário acompanhou o nascimento de Maria e os Evangelhos nada dizem sobre sua natividade. Nenhum relato de profecia, nem aparições de anjos, nem sinais extraordinários são narrados pelos evangelistas. No entanto, São João Damasceno afirma que o nascimento a partir de uma mãe estéril já um sinal das bençãos especiais que recaem sobre Maria. Ainda, em sua Homilia sobre a Natividade de Maria diz: "Hoje é o começo da salvação do mundo, porque na Santa Probática foi-nos gerada a Mãe de Deus através de quem o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo, nos foi gerado."
No século IV, e posteriormente, no século XV, surgiu a crença que Maria também teria sido concebida por uma virgem, pelo poder do Espírito Santo. Esta crença foi condenada como um erro pela Igreja Católica em 1677. A Igreja ensina que Maria foi concebida de maneira natural, mas foi miraculosamente preservada do pecado original para ser a mãe de Cristo. Esta concepção livre do pecado original é chamada de Imaculada Conceição.para os catolicos,nossa senhora para sempre sera a padreira do brasil.
Assim se exprimiu o Padre Antônio Vieira sobre essa celebração:

Cquote1.svg "Quereis saber quão feliz, quão alto é e quão digno de ser festejado o Nascimento de Maria? Vede o para que nasceu. Nasceu para que dEla nascesse Deus. (...) Perguntai aos enfermos para que nasce esta celestial Menina, dir-vos-ão que nasce para Senhora da Saúde; perguntai aos pobres, dirão que nasce para Senhora dos Remédios; perguntai aos desamparados, dirão que nasce para Senhora do Amparo; perguntai aos desconsolados, dirão que nasce para Senhora da Consolação; perguntai aos tristes, dirão que nasce para Senhora dos Prazeres; perguntai aos desesperados, dirão que nasce para Senhora da Esperança. Os cegos dirão que nasce para Senhora da Luz; os discordes, para Senhora da Paz; os desencaminhados, para Senhora da Guia; os cativos, para Senhora do Livramento; os cercados, para Senhora da Vitória. Dirão os pleiteantes que nasce para Senhora do Bom Despacho; os navegantes, para Senhora da Boa Viagem; os temerosos da sua fortuna, para Senhora do Bom Sucesso; os desconfiados da vida, para Senhora da Boa Morte; os pecadores todos, para Senhora da Graça; e todos os seus devotos, para Senhora da Glória. E se todas estas vozes se unirem em uma só voz, dirão que nasce para ser Maria e Mãe de Jesus" (Sermão do Nascimento da Mãe de Deus)."  

SETEMBRO MÊS DA BIBLIA



São Jerônimo, que viveu entre 340 e 420, foi o secretário do Papa Dâmaso e por ele encarregado de revisar a tradução latina da Sagrada Escritura. Essa versão latina feita por esse santo recebeu o nome de Vulgata, que, em latim, significa "popular" e o seu trabalho é referência nas traduções da Bíblia até os nossos dias.

Ao celebrar o Mês da Bíblia, a Igreja nos convida a conhecer mais a fundo a Palavra de Deus, a amá-la cada vez mais e a fazer dela, a cada dia, uma leitura meditada e rezada. É essencial ao discípulo missionário o contato com a Palavra de Deus para ficar solidamente firmado em Cristo e poder testemunhá-Lo no mundo presente, tão necessitado de Sua presença. “Desconhecer a Escritura é desconhecer Jesus Cristo e renunciar a anunciá-lo. Se queremos ser discípulos e missionários de Jesus Cristo  é indispensável o conhecimento profundo e vivencial da Palavra de Deus. É preciso fundamentar nosso compromisso missionário e toda a nossa vida cristã na rocha da Palavra de Deus” (DA 247).
A Bíblia contém tudo aquilo que Deus quis nos comunicar em relação à nossa salvação. Jesus é o centro e o coração da Sagrada Escritura. Em Jesus se cumprem todas as promessas feitas no Antigo Testamento para o povo de Deus.
Ao lê-la, não devemos nos esquecer de que Cristo é o ápice da revelação de Deus. Ele é a Palavra viva de Deus. Todas  as palavras da Sagrada Escritura têm seu sentido definitivo n'Ele, porque é no mistério de Sua Morte  e Ressurreição que o plano de Deus Pai para a nossa salvação se cumpre plenamente.